domingo, 30 de julho de 2017

Porque tô... de que? Folga???

Faltam menos de dois dias para eu fazer uma viagem e só entre ontem e hoje consegui fazer meu roteiro. As coisas que vou levar estão todas jogadas no sofá para que só amanhã eu - enfim! - consiga colocar na mala. Ainda tenho trabalho, reunião, mil coisas profissionais nesta segunda. Tive que desmarcar um outro passeio pra conseguir viajar na terça. Quando criei esse blog - "Porque tô de folga" - eu achava que tinha pouco tempo livre. Realmente, eu tinha bem menos fins de semana e feriados para viajar... mas hoje vejo que TEMPO me falta muito mais! Folga? Não sei o que é isso... e já que o nome do blog ainda é esse, resolvi escrever um tiquinho sobre o assunto!

Só o que fiz às vésperas de viajar: trabalhar, trabalhar, trabalhar!

Não me lembro onde li, dia desses, que ter seu próprio negócio significa trabalhar 24 horas por dia. Nada mais verdadeiro! E olha que eu não tenho "medo" de trabalho, sempre gostei de trabalhar bastante e - no jornalismo diário - os plantões estavam longe de ser a parte mais difícil, pelo contrário, eu até gostava, era divertido!!! Claro que, para viajar, atrapalhava um pouco, mas quando trabalhava em um feriado, no seguinte tinha folga, então era só ir administrando... eu tirava de letra e, por isso, achava que qualquer outra coisa que eu fizesse na vida seria fácil, fácil. Aí resolvi ter minha própria empresa. Já era, não sei mais o que é ter tempo e não estou falando só de dia de semana. Claro que não foi sempre assim e, por isso, não posso reclamar! Para um empreendedor, tudo o que não pode é faltar trabalho! Por isso a saga em que estou às vésperas da minha viagem!

Não será uma grande viagem, muito menos é uma viagem que tenha minha cara... é uma viagem totalmente clichê: vou levar minha filha para conhecer a neve, em Bariloche, algo que ela quer muito. Ainda assim, exige planejamento, pelo menos pra mim, que gosto de tudo bem programado. Ainda mais pra mim, que pela primeira vez vou viajar sozinha com a minha filha de 3 anos!!! Quando comprei as passagens e reservei hotel, ainda tinha muito tempo até a viagem, então estava tranquila... estava certa de que havia tempo para ler bastante sobre o destino, decidir o que fazer, como fazer, etc, etc, etc. Eu gosto MUITO de fazer isso, mesmo que seja uma viagem meio óbvia como esta, até por ser com criança.

Eu estava tão tranquila, achando que daria pra organizar tudo, que havia planejado duas viagens na sequência: enquanto minha filha viajava com o pai, eu iria sem ela para a Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), um desejo antigo que tinha. Dois dias depois, embarcaria para Bariloche. Não sei por que fiz isso, não sei em que mundo eu estava quando achei que conseguiria adiantar TANTO o trabalho a ponto de viajar por dez dias seguidos. Atualmente é inviável me ausentar por tanto tempo do trabalho. O que - como disse - é muito bom, por um lado! Sinal de que eu tenho muito trabalho, preciso trabalhar, caso contrário a casa cai! Ruim por essa sensação de que não tenho tempo pra nada!

A realidade é que, quando a gente larga o jornalismo diário, vem uma sensação indescritível de liberdade!!!! Parece que alguém tirou uma corrente do nosso tornozelo! Dá vontade de sair cantando "Let it go, let it goooo" aos quatro ventos!!!! Só que - é claro - não é bem assim! Nesses dias de super, ultra, MEGA correria pré-viagem, em que trabalhei desde a hora em que acordava, até a hora de dormir, senti falta da minha vida de CLT pré-férias remuneradas hahahaha! Que saudadeeee de férias remuneradas! Não só pelas férias em si e pela remuneração em si, mas porque - antes de viajar - eu conseguia SUPER planejar a viagem. Saía do trabalho e me enfiava em livros, sites, roteiros de viagem pra programar a minha. Fazia isso durante semaaaaanas antes de embarcar. Desta vez, só acompanhei um grupo sobre Bariloche ao longo do último mês e li dois dos principais portais de viagem na internet, até que ontem fechei o roteirinho.

Não sei se estou muito segura em relação ao que consegui programar para essa viagem. Estou muito, muuuuito chateada por não ter conseguido ter ido para a "minha" tripzinha, que seria em Paraty. Ao mesmo tempo, muito, muitíssimo feliz porque vou realizar um dos sonhos da minha Lulu, que é conhecer a neve, já que outros sonhos de viagem mais ousados que ela tem (tipo ir no Castelo da Cinderela - ou pior - ir na Torre Eifel onde mora a Lady Bug 😱 ) não sei quando - e se - poderei realizar. Então que venha Bariloche e, na volta, mais e mais trabalho, mais e mais correria, para quem sabe a próxima viagem possa ser melhor planejada e - quem sabe - possa ser daquelas viagens que me dão vontade de escrever um relato gigantesco aqui no blog... blog esse que talvez precise MESMO mudar de nome, né? Folga? Não sei do que se trata!!!

Até a próxima! :)


2 comentários:

  1. Hahaha! Folga? Oi? Lê, que bom (por um lado) que não rolou a Flip este ano. Vamos juntos conhecer em 2018. Pensa num jornalista angustiado por não estar lá enquanto lê textos e mais textos sobre o que tem rolado nas ruas de Paraty! Falta 1 ano. Será que a gente consegue tempo pra planejar?

    ResponderExcluir